bodan

Um dia, todos conhecemos um cão que nos marca, que nos muda, que nos faz ver tudo de outra forma e nos faz perceber que podemos fazer melhor.

Um agradecimento

Out of the night that covers me,

Black as the pit from pole to pole,

I thank whatever gods may be

For my unconquerable soul.

In the fell clutch of circumstance

I have not winced nor cried aloud.

Under the bludgeonings of chance

My head is bloody, but unbowed.

Beyond this place of wrath and tears

Looms but the Horror of the shade,

And yet the menace of the years

Finds and shall find me unafraid.

It matters not how strait the gate,

How charged with punishments the scroll,

I am the master of my fate:

I am the captain of my soul.

"Invictus" , de William Ernest Henley (1849-1903)
Não esquecendo todos os cães que passaram pela minha vida, houve um cão que fez mudar muita coisa.

Chamava-se Bodan.

A ele devo a descoberta da forma de trabalho que sigo e por ele (mas não só) mantenho-me nesse caminho, porque foi a dor que ele passou antes de chegar às minhas mãos, que me fez procurar uma alternativa.

É por isso que o considero o meu grande professor e o meu melhor e maior mestre de treino de cães.

Por tudo o que fizeste bem e por tudo o que eu fiz mal…

Um dia voltaremos a encontrar-nos.

Fique a par das novidades

Subscreva a newsletter

educação e treino canino

Desenvolvido por: