Conversas em silêncio

Se há cães que admiro desde sempre, são os que guardam rebanhos. Nascem quase no meio do rebanho e desde tenra idade vivem em familia e aprendem tudo o que lhes faz falta, quase sem a intervenção humana.

Sempre os conheci com capacidade de resolver situações quando estão sozinhos e não as resolvem necessariamente a morder, pelo contrário, evitam o conflito e só seguem por essa via se desrespeitados, se provocados pela ignorância e falta de educação de alguns humanos.

O encontro com um destes cães pode ser algo de extraordinário se visto pelo lado mais simples.

Esse lado simples diz-nos: “Tu é que estás a passar no caminho dele!”

Um destes dias tive um desses encontros, foi muito rápido mas durou a eternidade, simples mas com muita aprendizagem, silencioso e muito gratificante. 

Tudo se resume a uma pequena conversa em três fotografias:

1- Não sabia que andavas por aqui! Posso passar? 

2- Podes, mas passa mais por aquele lado, não te conheço e não te quero perto do meu rebanho. Eu fico só por aqui…

3- Obrigado por me deixares passar, peço desculpa se te incomodei e ao rebanho. Até sempre!

4 – Obrigado por me compreenderes e teres respeitado o meu pedido. Até sempre!

E lá ficou, acompanhado de um cachorro que entretanto se tinha aproximado, curioso por ver um estranho mas cheio de vontade de aprender com o companheiro adulto, que será o seu melhor professor.

E é assim, simples e natural, são conversas em silêncio. 

João Pedro – Educador canino

Mania dos Cães – Educação e Treino Canino

Fique a par das novidades

Subscreva a newsletter

educação e treino canino

Desenvolvido por: