Asneiras! Evitar que os cães destruam!

Será que os cães fazem mesmo asneiras ou somos nós que dizemos isso porque encontram uma ocupação, que destrói alguma coisa nossa?

Porque é que um cão faz asneiras? São mesmo asneiras? O cão tem consciência de que fez uma asneira? Como é que podemos evitar as asneiras?

Em primeiro lugar temos que perceber que um cão é um ser vivo dotado de inteligência, tem necessidade de explorar o ambiente que o rodeia. Qualquer ser inteligente tem necessidade de uma ocupação, um trabalho, uma tarefa, em resumo, algo para fazer.

Qualquer pessoa, num local, sem nada para fazer e sem companhia sente-se aborrecida, ansiosa, em stress, precisa de estimulos, isso faz com que procure uma ocupação.

A maior parte dos cachorros têm fama de destruidores! Serão?

Um cachorro faz estragos por vários motivos. Curiosidade/necessidade de explorar o mundo que o rodeia, a mudança da dentição, porque não fazemos uma correcta gestão do ambiente onde o cachorro está, deixamos objectos que têm valor para nós ao seu alcance, não fechamos portas e esquecemos de deixar ao cachorro objectos interessantes que possa estragar (os seus brinquedos). Há quem diga: “ele tem muitos brinquedos, não quer saber de nenhum!”. Esses brinquedos, estão sempre disponíveis, por isso rapidamente perdem o interessante e a maior parte, não se mexem sozinhos, portanto não são estimulantes para os cães.

Roer faz parte da natureza do cão, não se ensina um cão a não roer, apenas podemos orienta-lo para o que pode roer. Devemos oferecer-lhe objectos interessantes e trocá-los diariamente para o manter interessado. Deixamos 2 ou 3 brinquedos, os outros ficam guardados, no dia seguinte trocamos, assim o cão demora mais tempo a perder o interesse.

Se um cão não mostrar curiosidade num brinquedo novo é porque esse brinquedo não lhe agrada por qualquer razão.

Para evitar que um cachorro faça estragos há duas técnicas que nunca falham:

1 – Proporcionar-lhe objectos/brinquedos que ele possa roer;

2 – “fechar a porta”, ou seja, criar condições para o cachorro não ter acesso a coisas que possa estragar.

E as asneiras dos cães adultos?

Um cão adulto já passou a fase da exploração, da mudança dos dentes, da brincadeira constante, tem outros motivos para fazer estragos, um deles é o stress, há quem diga: “Stress? Que stress? Ele tem uma vida santa, não tem que se preocupar com nada!”

Errado! Um cão tem inteligência e preocupa-se com várias situações, por exemplo, quanto tempo mais vai ficar sozinho em casa, isso causa-lhe demasiado stress que o leva a procurar uma ocupação para tentar acalmar e não para chamar a atenção como algumas pessoas insistem dizer. Já agora, se for para chamar a atenção é mais uma prova da inteligência do cão e devemos tratá-los como seres inteligentes.

Um cão adulto precisa de passeios, estimulação, companhia etc, se tudo isso for proporcionado não há asneiras, mas sim um cão tranquilo, equilibrado e feliz.

Quando um cão faz o que chamamos “asneira” está a dar-nos informação valiosa que nos pode ajudar a melhorar o relacionamento com ele e facilitar-nos a vida, devemos perceber o que se passa e ajudá-lo a gerir as suas necessidades.
Os cães não fazem asneiras, exploram, arranjam ocupações, tentam reduzir o stress que sentem, dão-nos informações que devemos aproveitar.

João Pedro

Educador Canino

Mania dos Cães Educação e Treino Canino